segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

SOU TOP 100 MAIS UMA VEZ!

Boa noite, amigos e fiéis leitores!

Passando rapidinho para dividir com vocês a alegria de ser TOP 100 por mais um ano consecutivo!

E essa vitória eu devo a você que segue, curte, compartilha, comenta e vota no meu Blog! Muito obrigada pela confiança!

E este ano a alegria vem em dose dupla, já que o meu Blog Berlokes Acessórios também está na lista dos 100 melhores do país, de acordo com o resultado da primeira fase do concurso TOP BLOG 2015!



Foto: Arquivo pessoal

É gratificante poder dividir tamanha alegria com todos vocês e isso só me inspira mais e mais, a continuar passando por aqui sempre que puder, para dividir com vocês um pouquinho do meu conhecimento, das minhas dúvidas, críticas, sugestões, anseios e tudo que envolva o mundo ambiental!

Tudo fica fácil quando falamos ou postamos sobre algo que nos causa brilho nos olhos e é assim que me dedico da forma que posso aos meus BLOGS, se pudesse me dedicaria mais, mas preciso trabalhar e cuidar da família, né, (risos)?

Então é isso, a votação para o segundo turno continua, agora é tentar o TOP 3, quem sabe, bora sonhar, já que não custa nada e não machuca ninguém!

Eu continuo contando com o apoio de vocês, basta clicar no selo TOP BLOG 2015 VOTE AQUI (à direita na tela do seu computador, tablet ou celular), seguir as orientações e esperar aparecer a mensagem "Seu voto foi computado com sucesso" e pronto, você já vai ter contribuído mais uma vez para que eu possa conseguir alcançar o meu próximo objetivo!

Abraços e ótima semana para vocês!

Cátia Rodrigues
Tecnóloga em Gestão Ambiental

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Mais forte que eu...

Bom dia, amigos leitores!

Aqui estou eu, tentando trabalhar (já que o mês de janeiro é tudo tão monótono e sem muito serviço); estou aqui quebrando a cabeça com o bendito CAR (Cadastro Ambiental Rural), e nada melhor que postar um pouquinho para aliviar a tensão psicológica que esse CAR nos causa!

Aff, esse CAR é um teste de paciência, pois, uma hora é a internet que não funciona; outra hora é o sistema que trava; outra hora é a documentação antiga que vem cheia de erros e o sistema não aceita...e por aí vai!

Ainda acho que o governo só cria regras para complicar nossas vidas e a dos produtores rurais, principalmente no que diz respeito a meio ambiente! Nossa, é muita burocracia desnecessária, já que os produtores são obrigados a realizarem tantos cadastros, são tantas taxas a serem pagas, tanto blá, blá, que no final, a gente sabe que só servem para cumprir protocolos e mais nada...hoje em dia não é fácil ser produtor rural no nosso país...e olha que eu nem sou produtora rural e já sinto na pele o que eles passam...e viva a burocracia brasileira!

Mas hoje eu não vim falar de problemas ambientais, na verdade, isso foi só um desabafo no que diz respeito ao CAR, já que os pequenos agricultores é que são sempre os mais prejudicados com toda essa burocracia desnecessária! 

Hoje vim falar de mim... não tá fácil, há meses venho repensando minha via profissional e confesso que não estou nada satisfeita com ela!

Não que eu esteja reclamando do trabalho em si, mas das coisas que não se desenvolvem, da falta de perspectiva que assombra os meus pensamentos e sonhos  mais profundos!

Ás vezes me sinto assim, meio desmotivada! Acho que meu problema é sonhar demais (risos)!

Até setembro do ano passado minha vida era um corre-corre só; casa, prefeitura, casa, escola e assim era minha rotina de segunda a sexta! Era bom, gratificante, o retorno financeiro também não era tão ruim, mas sei lá, nós seres humanos temos este defeito não é mesmo? Estamos sempre querendo mais...

Confesso que eu adorava aquela rotina de tarefas e desafios, mas estava ficando tão cansada, me sentia tão pressionada mentalmente, que quando chegava o fim de semana, lá estava eu, morta, mortinha de cansaço...e no final, me sentia como se faltasse alguma coisa! E não estou falando de questão financeira, dinheiro nunca foi meu maior objetivo (tanto é que sou pobre desde que nasci,rsss).

Porque tem que ser assim? Tem sempre que faltar alguma coisa, se não é dinheiro, é tempo, se não é tempo é lazer, se não é lazer é trabalho...e por aí, vai!

E assim foi meu 2015...e o 2016 chegou...mais calmo, mais monótono, e no final, aqui estou eu, morrendo de saudades daquela rotina!

Eu juro que já pensei várias vezes em mudar de profissão, sei lá, fazer algo que não esteja relacionado direta ou indiretamente com meio ambiente, MAS É MAIS FORTE QUE EU!

Criei minha loja virtual, faço minhas bijuterias e semi-joias, mas isso é mais um hobby do que um trabalho, porque na verdade, nunca tive "tino" para vendas...como vendedora sou péssima (risos); até hoje me pergunto como sobrevivi a cinco anos na área do varejo!

Sei lá, tem algo que me prende a essa área ambiental, não consigo explicar com palavras! 

"Hoje" eu viro e falo pra mim mesma: a partir de hoje não quero mais saber de projetos socioambientais; não quero mais saber de dar aula de meio ambiente; não quero mais trabalhar na prefeitura; vou chutar o balde e mudar de ramo, não quero mais saber de meio ambiente na minha vida...

..."amanhã" me liga uma colega de trabalho toda feliz e diz, "Cátia, se não tá sentada, senta, o projeto foi aprovado" e que projeto é esse? Um projeto apresentado em chamada pública, no qual eu, essa colega e mais outra colega de trabalho, nos empenhamos para elaborar e claro, com o intuito de que ele fosse aprovado, e o melhor ainda, incluindo o meu projeto que tanto amo "Projeto Eletrolixo" para ajudar aquelas pessoas tão importantes no gerenciamento de resíduos sólidos, que existem  e na maioria das vezes são praticamente invisíveis para a maioria, que deveria respeitá-las e agradecê-las por realizarem um trabalho tão importante, não só para o meio ambiente, mas para a saúde pública, educação e o nosso planeta como um todo!

E o "pior" de tudo, para agravar ainda mais a minha situação psicológica, ambientalmente falando (risos), ainda recebo o Email da escola da qual dava aulas até final do ano passado, já me orientando e avisando sobre a volta às aulas!

Isso sem contar essa minha vontade constante de estar sempre fazendo um novo curso na área ambiental; sempre que fico sabendo de algo, lá vai "euzinha" me cadastrar e tentar fazer...ahh se pudesse viver e ganhar o suficiente para estar sempre estudando e me aperfeiçoando nessa área...

...ai eu penso; Meu Deus, deve haver um propósito para que o Senhor não permita que eu me livre desse carma ambiental, só pode! 

É uma área tão sofrida, tão desgastante, tão mal remunerada (pelo menos para nós Tecnólogos); mas que no final, dá uma sensação de euforia, de missão cumprida, de prazer, de alegria e vontade de começar novos planos, novos projetos ambientais... e o brilho nos olhos volta com toda força!

Não sei, o que me espera nesse ano que se acabou de iniciar, mas de uma coisa eu sei: preciso continuar dando o melhor de mim, independente das dificuldades e dos medos que me apertam o coração de vez em quando!

Só tenho certeza de uma coisa: esse tal meio ambiente É MESMO, MAIS FORTE QUE EU!

Não fui eu quem escolhi o meio ambiente, foi ele que me escolheu! Talvez seja por isso que me frustro diante a monotonia e a falta de cooperação às vezes para fazer as coisas funcionarem!

Sei que preciso ter os pés no chão, e olha que eu tenho viu, porque senão, já tinha pirado literalmente ou então teria chutado o balde faz tempo!

Mas sou o tipo de pessoa, que apesar de ter os pés no chão, não sabe viver as coisas sem sentir com alma, com o coração e o com brilho nos olhos! Eu acredito no impossível, mesmo às vezes, insistindo em dizer não, para mim mesma!

E por falar em impossível, deixa eu ir ali, terminar o bendito CAR, porque vou ser sincera com vocês, é realmente impossível, realizar um CAR sem "pirar na batatinha " (risos) eita trem chato! E ainda me perguntam porque não pego alguns CAR's para fazer por fora (consultoria)...tá louco, é ruim hein, esse trem é muito chato de fazer e não há dinheiro que pague a minha tranquilidade!


Foto: Google

Bora tentar trabalhar um pouco neh gente, afinal, não sou paga para ficar postando em Blog e sim para terminar esse bendito CAR, que agora, graças ao sistema que parece que destravou, acho que vou conseguir terminar pelo menos uns dois hoje!

Abraços,

Cátia Rodrigues
Tecnóloga em Gestão Ambiental












quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

E continua a novela...desastre ambiental em Mariana MG!

Boa tarde, fiéis leitores!

Bora começar o primeiro post do ano aqui no Blog, com assuntos relacionados à tragédia de Mariana, MG?

Pois é, dois meses se passaram e a novela continua!

Digo "novela" no sentido de indignação, pois infelizmente, são tantas especulações, tantas informações desencontradas e misturadas a tanto sofrimento que chega a decepcionar, principalmente a nós,  meros telespectadores de um dos maiores desastres ambientais dos últimos tempos! 


...sim, isso mesmo, chega a embrulhar o estômago, devido a tanta demagogia!


Foto: Google

Eu faço parte do grupo das pessoas anônimas que mobilizou amigos e conhecidos para arrecadar doações e encaminhá-las aos desabrigados! Foi o mínimo que pude fazer, para demonstrar o sentimento de tristeza, solidariedade e revolta, diante a essa tragédia!

Me sensibilizei literalmente, como todos se sensibilizaram; chorei, como muitos choraram ao ver e ouvir relatos dos moradores daquela região. Gente que perdeu tudo, gente que perdeu amigos, parentes, vizinhos...gente que perdeu a dignidade, gente que perdeu a vida!

Só agora resolvi comentar sobre o assunto, por causa de tantas informações contraditórias, tanta desinformação e de pessoas que simplesmente, usaram o sofrimento alheio para se promoverem!

Mas o que me levou a postar sobre isso hoje, foi exatamente a matéria supracitada, haja vista, não concordar com algumas coisas...

...não vou ficar apontando culpados, procurando justificativas e muito menos me colocando do lado de alguém! Pois independente de quem seja, do que aconteça, uma coisa que aprendi com a minha saudosa mãezinha, é que devemos sempre ficar ao lado da justiça e da verdade...



Foto: Google
Mas que verdade? Que justiça?

A verdade que cabe somente aqueles que vivenciaram a situação; a verdade que somente aqueles que conviveram durante todo o tempo com os envolvidos, antes de acontecer a tragédia; a verdade que não compete nem a mim, nem a você, decidir, porque nós não estávamos lá, nós, não morávamos lá, para sabermos afinal, o porque daquelas pessoas viverem ali, tão perto do perigo anunciado...nós, não trabalhávamos lá para conhecermos a fundo o funcionamento da empresa e suas questões práticas de segurança, no dia a dia!

Então somente resta tentarmos nos auxiliar através da justiça...mas a justiça também, não nos compete nesse momento! Por mais que sejamos contra ou a favor, seja dos desabrigados ou seja das empresas envolvidas, a nossa voz, será apenas mais uma no meio da multidão, gritando por socorro, por justiça!

Tem uma frase, que carrego sempre comigo: "Dê a César, o que é de César"!

Será mesmo que somente a justiça (seja ela, civil, criminal e/ou ambiental) poderá ser capaz de decifrar os verdadeiros fatores que causaram tamanha tragédia?

Como? Já que esta mesma justiça que condena, é a mesma justiça que deveria fiscalizar e evitar que a tragédia ocorresse? E se a tragédia ocorreu, entende-se que não houve fiscalização, e se houve, alguém falhou ao fiscalizar!

É uma "faca de dois gumes" esperar que as coisas se resolvam apenas com condenações prematuras!

Digo condenações prematuras, porque na matéria do G1, cita-se que: "Em nota, a Samarco afirmaou que não concorda com o indiciamento dos profissionais" porque até o presente momento não há uma conclusão pericial técnica das causas do acidente".

É um direito da empresa não concordar, afinal, tecnicamente, não podem indiciá-los pelo ocorrido sem antes terem a prova; prova esta, que deverá ser minuciosamente analisada, periciada e aí sim, conclusiva!

Entende-se que, se a PF está indiciando os "culpados" é porque houve a realização da perícia ambiental para que se chegasse a essa conclusão; e creio eu, que se chegaram a essa conclusão, basearam-se em todos os parâmetros legais que devem ser realizados através da perícia ambiental.

Uma tragédia desta magnitude, não pode ser baseada apenas na Lei de Crimes Ambientais (9.605/98); é preciso avaliar o impacto ambiental como um todo, e para isso, necessita-se de uma equipe multidisciplinar.

Para que uma perícia ambiental seja realizada de forma transparente e que não deixe dúvidas, há a necessidade da realização de uma complexa análise pericial, diante a situação atual; onde deverá ser verificada a real extensão do problema que envolve todas as questões ambientais do local, e entende-se que tais questões, vão além dos conhecimentos da polícia (a menos que essa própria polícia, tenha um perito ambiental, que atenda a todos os requisitos exigidos de um perito para auxiliá-los nesta questão, conforme regulamenta o CPC em seus artigos 420 a 439).

Numa situação dessas, a veracidade dos fatos é imprescindível para que não haja injustiças, ao apontar os "culpados".

Outro ponto importante, que faço questão de questionar aqui é: Por quê os órgãos fiscalizadores não estão sendo citados nessas condenações?

Como representante de órgão ambiental fiscalizador, sei da tamanha responsabilidade que é você avaliar, opinar e emitir um parecer e/ou uma autorização, principalmente ambiental. Mas entendo que, se houve dúvida durante a avaliação, porque não pesquisaram ou pediram uma segunda opinião técnica antes de autorizarem? Ou se não houve fiscalização "in loco", mas apenas análise de documentos, como pode um fiscalizador em sã consciência, agir desta maneira anti-ética?

Se as medidas preventivas tivessem sido realizadas, não estariam agora, atirando para todos os lados e tentando correr contra o tempo para aplicar as medidas corretivas e mitigarem os impactos causados.

Bom pessoal, só relatei aqui, a  vocês a minha opinião, como profissional da área ambiental (dividindo com vocês parte, do pouco conhecimento técnico que tenho ), mas principalmente como cidadã, mãe, filha, esposa, amiga, tia e principalmente, como ser humano, que não se sente nem um pouco feliz ao estar comentando um assunto tão triste e trágico como este.

Sei que muitos irão me criticar, mas quero deixar bem claro, que criei este Blog justamente para isso, para expor aqui minhas ideias, pensamentos e opiniões, independente se vão aprovar ou não; pois, na maioria das vezes é melhor postar em um Blog o que você pensa, pela autonomia que você tem de opinar, do que ficar postando certas coisas em redes sociais, que só irão causar polêmica e desgastes desnecessários com pessoas que apenas leem e não interpretam o que foi escrito!

No fundo, no fundo, eu só espero que a verdade apareça e que a verdadeira justiça seja feita, independente de quem sejam os culpados; os moradores atingidos não podem continuar vivendo nessa incerteza de quando terão e se é que terão, "suas vidas de volta"!


Foto: Google

E quanto as especulações, as informações contraditórias e algumas inverdades tanto sobre as empresas, quanto sobre os sobreviventes e atingidos por esta tragédia, eu prefiro continuar apenas assistindo de longe o desfecho desta tragédia e torcendo para que possam ter um final menos doloroso, porque um final feliz é impossível imaginar neste momento!

Abraços,

Cátia Rodrigues
Tecnóloga em Gestão Ambiental













domingo, 13 de setembro de 2015

TOP BLOG 2015

Boom diaaa!

Eita chuvinha boa que tá caindo agora!

Nada melhor do que uma chuvinha lá fora para servir como fonte de inspiração, em pleno domingão, e poder escrever um pouquinho aqui no Blog!

Quanto tempo hein?! Minha última postagem aqui, foi em junho deste ano!

Justo eu que postava toda semana, agora só consigo vir aqui a cada alguns meses...mas não é preguiça e nem é por mal; simplesmente, minha vida continua tão corrida e acredito que a de vocês não deve ser diferente!

Pois então, agora estou inovando, criei também um Blog e um site comercial! Voltei a fazer bijuterias e semi-joias...pois é, agora vocês já conhecem o meu outro hobby (risos)! Se quiser conhecer este meu outro hobby, acessem  http://berlokesacessorios.blogspot.com.br/ que também está concorrendo ao Top Blog 2015!

E falando em Blog e sites, quero aproveitar para contar para vocês que este ano, o Tecnóloga em Gestão Ambiental, está mais uma vez participando do Prêmio TOP BLOG 2015!

Foto: Google

Não dá para deixar de participar, já que desde 2011 inscrevo meu Blog; é como se fosse um vício (risos)!

E como todo ano, conto com o apoio de vocês para votarem no meu Blog!

Sei que tenho leitores fiéis, desde a minha primeira postagem aqui e isso me deixa muito feliz! A vocês, o meu muito obrigada pela fidelidade e pelo carinho!Sem vocês, seria impossível chegar até aqui, afinal, são sete anos de postagens e compartilhamento de meus medos, experiências, aprendizados e muita luta para conquistar o meu espaço profissional na área ambiental!

Então, ficamos assim... para votarem no meu Blog, acessem a página no lado direito e cliquem em TOP BLOG VOTE AQUI ! Conto com a participação de todos! Votem, divulguem, compartilhem e ajudem o Blog Tecnóloga em Gestão Ambiental  a alcançar mais essa conquista!

Abraços e ótimo domingo a todos!

Até breve,

Cátia Rodrigues

quinta-feira, 18 de junho de 2015

E não é que faz sentido?

Bom dia, bom dia, booomm diaaa!

Como vocês estão? Porque eu estou meio lá, meio cá ultimamente...

Mas antes de falar um pouco desse meu jeito "sei lá ultimamente", quero deixar aqui o meu abraço a todos os gestores ambientais, pela passagem ontem, do dia do Gestor Ambiental. 
Merecemos como qualquer outro profissional, todo respeito, reconhecimento e admiração por essa longa batalha em sermos reconhecidos como profissionais competentes o suficiente, para protegermos o meio ambiente e juntos conscientizarmos a humanidade da importância em cuidarmos do nosso planeta!

Aos meus caros colegas da área ambiental, o meu forte abraço e parabéns pelo nosso dia!



Voltando o assunto para os meus pensamentos...

Digamos que meus pensamentos estão borbulhando de uns meses para cá, rsss.

Fico me perguntando se tem a ver com a chegada da meia idade à pouco mais de um mês e meio completada,rsss,será?!!!!

Bom, só sei de uma coisa, quanto mais meus pensamentos borbulham, mais desafiada por mim mesma eu me sinto!

Ultimamente tenho tido "sede" de novidades na área profissional, tô meio cansada da rotina, da mesmice, de coisas apagadas...talvez tenha sido esse um dos motivos da oscilação do meu humor há alguns dias! 

Cheguei a cogitar até a ideia de parar de dar aulas! O nosso sistema educacional tem me preocupado muito, isso tá me deixando meio frustrada...você quer que os alunos absorvam ao máximo do conteúdo e a maioria só se preocupa com o diploma e com a nota mínima para passar, aff...isso me irrita!

Como o serviço aqui hoje anda meio lento, sei lá, tô começando achar que a crise econômica do país chegou aqui também, e apesar de ser um município com pouco mais de 5.000 habitantes, as coisas aqui não andam como a um ano atrás, quando comecei a trabalhar aqui...as pessoas estão mais preocupadas, de pouca conversa, andam de um lado para outro tentando resolver algo, sem dividir muito as preocupações com o outro! Tá todo mundo tenso, e com razão neh, afinal, quem hoje está empregado, tem que se precaver, já que a renovação de um contrato (que é o meu caso, graças a Deus), não tem sido garantia de empregabilidade!

Mas voltando ao assunto, da mente borbulhando, no caso a minha,rsss; sou um tipo de pessoa que acredita em tudo um pouco, seja na religião, na política, na educação, tudo que envolva o pensamento humano.Pois bem, como nesses últimos dias ando meio baixo astral, com oscilações do meu humor e da minha vontade de continuar  a lutar por tudo aquilo que acredito; estava eu, viajando pelo mundo da informação virtual e me deparei com o horóscopo e consequentemente com a numerologia,rs.

Quando criança, graças a minha saudosa mãezinha, que não saía de casa sem ouvir o horóscopo do dia, eu acabei trazendo comigo o seu legado, e quando adolescente, vivia comprando aquelas revistas do João Bidu,rs...então, e até pouco depois de ter constituído minha família (afinal, tinha tempo de sobra) eu adorava ler este tipo de assunto, e no final, sempre me identificava com alguma coisa!

E não é que, depois de tanto tempo, e olha que tempo é o que menos tenho tido ultimamente, é tanto trabalho, família, casa, cachorro, gato, Blogs, criação de bijuterias (para tentar me acalmar), eu me deparei com a numerologia! E podem acreditar, meu número da sorte profissional é o 9!

Fiquei me perguntando, por quê 9? Não poderia ser um 10? Quem não sonha em ser o número 10 pelo menos uma vez na vida, não é mesmo? E eu não sou diferente, sou humana, de carne e osso, quero ser o 10 também, uai!

Mas após descobrir que meu número profissional é o 9 e ter me revoltado por alguns minutos por não ser o número 10, no final, acabei gostando de ser o 9,rs!

 E quero compartilhar com vocês minha descoberta,rs.

Leiam abaixo o pequeno trecho da numerologia que diz um pouco sobre o número 9:

PARA CADA NÚMERO, UM TRABALHO IDEAL


"9 - Fraternidade

Deve se dedicar a trabalhos com fins humanitários, solidários, pesquisa e de ensino, porque se sai melhor quando trabalha com aquilo que acredita. Por seu sentido artístico e dramático, pode ser artista, dedicar-se a escrever ou ao teatro. Sente necessidade de triunfo e o trabalho faz parte de sua vida.
Para se dar bem... Deve evitar cair no fanatismo e ter sonhos utópicos.
Terá destaque nas atividades humanitárias, como professor, pediatra, psicólogo, enfermeiro, fisioterapeuta, missionário e em atividades artísticas.
Investigador, explorador, mágico, agente policial, cientista, doutor, professor, religioso, conferencista, cirurgião, diplomata. Artista, músico, advogado, líder ou curador espiritual, especialista em meio ambiente. Os 9 cuidam de toda a humanidade - pode ser um professor, jornalista, psicólogo ou um guia para os outros -, e se doam livremente sem interesse para si." http://aparecidaliberato.terra.com.br/calculos-interna.aspx



Após ler minha numerologia e depois da grande descoberta de ser o número 9,rs...adorei isso! Eu comecei analisar o conteúdo e não é que me identifiquei muito com a maioria do que tá escrito nessa numerologia?

Tem muito a ver comigo, e não sei se por ironia, por destino ou por pura sorte, aqui estou eu, atuando na área ambiental, continuo dando aulas, há quase 3 anos e adorooooo nas horas de folga brincar um pouco de artista, fazendo meus trabalhos artesanais...coisa de artista mesmo!

Uma coisa que me chamou atenção e pela qual me identifiquei e muito, foi a questão humanitária, de se preocupar muito com o outro, principalmente com os mais injustiçados pela vida, sabe...sou sim, um pouco idealista, mas de uns tempos pra cá, conforme a idade vai chegando e as experiências da vida vão nos ensinando, eu acabei aprendendo a controlar essa minha mania utópica de ver a vida!

Aí, muitos irão se perguntar: "- Mas e eu com isso? O que isso tem a ver com um Blog que fala de meio ambiente?"

Uai, tem tudo a ver, afinal, a pessoa que vos escreve é uma apaixonada pelo meio ambiente, pelas pessoas e pela vida...e a minha vida também é escrever, oxi!

Resolvi hoje sair da rotina, postar aqui e compartilhar com vocês os meus pensamentos mais profundos, isso me faz bem, é uma forma de desabafo...

Gosto de escrever, e quem me dera tivesse mais tempo para isso! 

Outro dia encontrei com um ex-aluno no corredor da escola onde trabalho, e ele me disse mais ou menos assim: "Cátia adoro suas frases do status de Whatsapp, acho que você deveria se atrever a escrever um livro!" Confesso que no primeiro momento pensei, ahhh ele tá de brincadeira, tá falando isso porque sei que gosta de mim como professora e como pessoa, é um aluno dedicado e sempre tão gentil com todos a sua volta!...

...mas não é que no fundo ele tem razão?! E porque não? 

Falando em escrever um livro, acreditem, aos 9 anos eu escrevi o meu primeiro livro, do qual nunca foi publicado e até então, só a minha ex-professora de português da qual eu adorava, a Lalada, sabia disso; agora vocês também já sabem!

Mas este meu quase dom de escritora é assunto para outra postagem, porque agora preciso voltar para meu trabalho, já que ainda as outras opções de realização só estão presentes na minha vontade de ir mais longe do que eu possa imaginar!

Volto em breve!

Abraços e não deixem de acompanhar o meu Blog, acho que vou fazer uma revolução nele, mudando o jeito de compartilhar com vocês meus pensamentos e experiências vividas!

Bjsssssss

Cátia Rodrigues - Tecnóloga em Gestão Ambiental

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Se 2014 foi ótimo, 2015 será melhor ainda!!!

Boa tarde, amigos e fiéis leitores!

Como é bom poder postar aqui de novo...quanto tempo, hein!

Nossa, 2014 está acabando, contagem regressiva para 2015 e o que dizer?

Tantas coisas boas aconteceram, e infelizmente também tive alguns contratempos, afinal, nada na vida é perfeito, neh,rsrsrs!

Pois é, aqui estou eu, depois de quase um ano sem postar nadinha de nada.

Nem eu mesma sei como consegui sobreviver a tanto tempo sem postar nada aqui pra vcs.Na verdade sei sim, é que aconteceu tanta coisa boa na minha vida nos últimos meses, que elas me tomaram todo o meu tempo, e o pouquinho de tempo que me sobrava para postar, eu precisa estar ao lado da minha família!

Mas não importa, o importante é que em breve, um novo ano se inicia e eu quero poder compartilhar aqui com vocês, tudo,tudinho mesmo,rs.

Então vamos combinar uma coisa, desta vez, não vou ficar somente na promessa de voltar aqui e contar as novidades...daqui alguns dias, teremos um bom recesso pela frente, digo recesso de trabalho na secretaria e também na escola, ufa, enfim, poderei descansar, já que o dindim nunca sobra pra viagem, o jeito vai ser viajar por aqui mesmo, através das palavras em busca do conhecimento contínuo!

Então ficamos combinados, ok, estarei aqui, em breve e para comemorar a minha volta, farei uma retrospectiva de 2014, para vocês entenderem e compartilharem comigo, o porque de tanta alegria registrada aqui!

Conto com vocês, como sempre, afinal, sem vocês, o meu Blog jamais seria esse sucesso todo...desculpem-me a modéstia, mas é que mesmo não postando há meses, meus fiéis leitores continuam sempre dando uma espiadinha no meu BLOG, o que me deixa imensamente feliz!





Bjssssssss e até...

Cátia Rodrigues

sábado, 15 de fevereiro de 2014

VISITA TÉCNICA - GALPÃO DA RECICLAGEM EM SANTA BÁRBARA MG.

Boa tarde, amigos leitores!

Quero deixar registrado aqui a primeira visita técnica, realizada no ano de 2014, no dia 11; com a turma de Segurança do turno da manhã, da qual sou professora de Planejamento Ambiental, no Centro Técnico Educacional Somarti - SB.

Os alunos puderam conhecer o trabalho das meninas do galpão da reciclagem, onde é realizada a triagem e o encaminhamento do material recolhido em nosso município para a reciclagem.

É de suma importância que os alunos tenham este tipo de experiência, afinal, todos que antes tinham uma visão limitada de como funciona o descarte do lixo de suas casas, desde quando colocam a sacola de lixo na sua porta, até o momento que o caminhão da reciclagem passa e aí sim, começa o trabalho de triagem de todo material para a venda dos mesmos; algo que eles conheciam de apenas de nome,  puderam ver de perto como é o galpão da reciclagem, já que a maioria nem imaginava como era.

Fomos muito bem recebidos pelas meninas da COORESB, como sempre, e isso tornou a nossa visita muito mais agradável!

E por isso faço questão de deixar aqui o registro desta visita, que certamente agregou conhecimento aos futuros técnicos de segurança do trabalho e consequentemente os ajudaram a  entender o porquê da importância da segurança e do meio ambiente, andarem lado a lado!


Galpão da reciclagem em Santa Bárbara, ainda tentando se reerguer aos poucos, após o incêndio em 2012.Os alunos viram como é prensado o material que é recolhido em nosso município.
A turma toda reunida, pose pra foto!

Cada momento é único, por isso merece ser registrado!


Uma parceria que virou amizade, meninas guerreiras, as quais admiro muito!


Cada detalhe é importante na hora das anotações!

Por: Cátia Rodrigues / Tecnóloga em Gestão Ambiental

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

AMPLIAÇÃO DO PARQUE ESTADUAL VEREDAS DO PERUAÇU

"Bom dia!

A Amda está realizando campanha pela ampliação do Parque Estadual Veredas do Peruaçu, localizado no Norte de Minas Gerais, considerado um dos maiores redutos da biodiversidade em Minas Gerais.

Queremos que o governador Anastasia autorize a expansão da unidade de conservação para que ela passe de quase 31.000 hectares para 130.000 hectares. O governador afirmou que apoia integralmente a ampliação.Mas temos que correr contra o tempo para que ele aprove o projeto antes de sair do governo - o que acontecerá em abril.

Nossa petição já está no ar! Contamos com a colaboração de todos. Assinam e divulguem para seus contatos!"

https://secure.avaaz.org/po/petition/Governador_Antonio_Anastasia_Ampliacao_do_Parque_Estadual_Veredas_do_Peruacu/share/


Atenciosamente,


Elizabete Lino.

Amda (Associação Mineira de Defesa do Meio Ambiente)


INFORME-SE SOBRE O PARQUE ESTADUAL VEREDAS DO PERUAÇU, ATRAVÉS DO LINK DA WWF BRASIL:

http://www.wwf.org.br/?26742/mosaico-promove-uso-equilibrado-do-cerrado

Assim você terá mais motivos para assinar a petição da AMDA!

Eu já assinei a petição, agora só falta você!!!

Por: Cátia Rodrigues / Tecnóloga Ambiental

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

PROJETO ELETROLIXO

Boa noite, caros leitores!

Motivos para comemorar e dividir com vocês tamanha alegria, é o que não falta,rs!!!

Primeiro motivo da minha alegria: Meu Blog está mais uma vez entre os 100 finalistas para o segundo turno, dos melhores blogs do Brasil , pelo segundo ano consecutivo de participação!

O segundo motivo da minha alegria e atualmente um dos maiores é o Projeto Eletrolixo  , projeto este idealizado e coordenado por mim, com o apoio do Centro Técnico Educacional Somarti (escola onde sou professora desde o final de 2012).

Iniciei este projeto (um sonho antigo de longas datas) , teoricamente, com a minha ex turma de eletrotécnica no início do ano de 2013 e o qual conseguimos juntos, colocar em prática no final do mesmo ano.

Este projeto, que iniciou tímido e hoje tem ganhado grande repercussão não só na mídia, mas principalmente entre os estudantes e empresas parceiras envolvidas, como também da população, preocupada com o descarte correto do lixo eletrônico.

Este ano, postarei aqui todas as novidades que surgirem ao longo do nosso projeto e acredito, (como acreditei desde o início), que esta será uma longa caminhada de grandes realizações!

Em breve, estaremos divulgando nossos novos parceiros nesta causa!

Vou deixar aqui uma palhinha pra vocês, do que é o nosso Projeto Eletrolixo  :

Recolhimento efetuado em 05 de fevereiro de 2014

Primeiro recolhimento ocorrido em 09 de novembro de 2013

Material recolhido na casa do Sr. Romualdo, que doou o material para o projeto.

A professora também colocou a mão na massa, ou melhor, no lixo eletrônico,rs

Parte do material recolhido durante o projeto em 2013.


Divulgação do Projeto Eletrolixo na mídia local.


Bom pessoal, por hoje é só, afinal, amanhã levanto cedo para dar aulas!

Abraços a todos e tenhamos uma ótima noite, fiquem com Deus!

Por: Cátia Rodrigues / Tecnóloga Ambiental

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Enfim...férias 2013!

Olá, amigos leitores!

Boa noite a todos os amigos, visitantes, seguidores e curiosos do meu Blog!

Aqui estou eu, fim de ano, início das férias escolares...pois eh, me tornei professora de curso técnico e agora férias para mim somente com as férias escolares, em partes, afinal, agora estou me arriscando no mundo da consultoria ambiental!

Minha última postagem aqui no Blog foi em outubro, peço desculpas aos leitores assíduos pela minha demora em voltar a postar, é que vida de professora de curso técnico não é fácil,rs.

Mas apesar da falta de tempo, estou muito feliz, satisfeita com o rumo que a minha vida tomou nos últimos 12 meses.

Tenho me surpreendido a cada dia, e a vida tem me agraciado com inúmeras bençãos, graças a Deus!

Dentre tantas bençãos, uma delas é o fato de ter me tornado professora de curso técnico, logo eu que até uns dois anos atrás me relutava com esta possibilidade, hoje estou lecionando e me sinto realizada com esta surpresa da vida, tenho aprendido mais do que ensinado,isto é gratificante!

Ao longo do caminho a vida tem me apresentado pessoas maravilhosas e especiais e isto não tem dinheiro que pague, sem contar o fato da vida está colocando mais uma vez no meu caminho pessoas que até então, apesar de terem passado pela minha vida alguns anos atrás, me surpreenderam positivamente, possibilidade esta que eu jamais imaginaria alguns anos atrás!

E aos poucos tenho me redescoberto, tenho aprendido muito com o dia a dia, com os novos amigos, com os velhos amigos (o que é sempre muito bom)...

As férias escolares chegaram, em partes vou descansar, talvez viajar por alguns dias com a família, ainda não me decidi, porém por outro lado, vou continuar meu trabalho, afinal, quando as aulas voltarem tenho que estar preparada para levar novos conhecimentos aos meus queridos alunos!

Em janeiro, farei a  minha retrospectiva 2013, quero muito fazer isso, afinal, aconteceram muitas coisas boas ao longo de 2013 que eu não registrei aqui!

Então, caros leitores, por hoje é só, minhas poucas palavras foram apenas uma aquecida para o que vem de novo por aí!

Abraços a todos, e principalmente, um abraço em especial a todos aqueles, que apesar de não estar postando frequentemente aqui, nunca deixam de dar uma espiadinha no meu Blog.

Boa noite e tenham todos bons sonhos!

É hora de descansar, boas férias para todos nós :) !

                                          Foto: Google

Por: Cátia Rodrigues / Tecnóloga em Gestão Ambiental

domingo, 6 de outubro de 2013

LIXO ELETRÔNICO: UMA AMEAÇA AO MEIO AMBIENTE E À SAÚDE HUMANA!


Além de levar muito tempo para se decompor , o lixo eletrônico contamina o meio ambiente e causa inúmeros riscos à saúde humana.


Cerca de 40 milhões de toneladas de lixo eletrônico são gerados por ano no mundo.
- Entre os países emergentes, o Brasil é o país que mais gera lixo eletrônico.
- A cada ano o Brasil descarta: cerca de 97 mil toneladas métricas de computadores; 2,2 mil toneladas de celulares; 17,2 mil toneladas de impressoras. (PNUMA)

O descarte inadequado destes equipamentos pode provocar contaminação no solo, na água e no ar devido ás substâncias químicas existentes em sua composição.

Abaixo seguem alguns tipos de elementos químicos que compõem alguns aparelhos eletroeletrônicos:

  1. Arsênico (celulares): esta composição causa doenças de pele, prejudica o sistema nervoso e pode causar câncer no pulmão;
  2. Belírio (celulares e computadores) pode causar câncer no pulmão;
  3. Cádmio: (computadores, monitores,baterias) causa envenenamento, danos aos rins, ossos e pulmões;
  4. Chumbo: (computadores, celulares e tv) causa danos ao sistema sanguíneo e nervoso;
  5. Mercúrio: ( computadores, monitores e tv de tela plana) causa danos ao fígado e ao cérebro;
  6. BRT/RETARDANTES DE CHAMAS: ( diversos componentes eletrônicos, como forma de prevenir incêndios) causam desordens hormonais, nervosas e reprodutivas;
  7. PVFC (usado em fios como isolante térmico) se queimado ou inalado pode causar problemas respiratórios.
Os resíduos provenientes de aparelhos eletroeletrônicos não devem ser descartados no lixo convencional, pois devido as suas composições químicas podem causar grandes estragos ambientais e o pior de tudo, colocar em risco a saúde humana.

Diante esta problemática, quero deixar aqui o link do mini-projeto que idealizei junto a turma de Eletrotécnica, para que possamos fazendo o mínimo, conscientizar as pessoas da importância da conscientização ambiental e do descarte correto deste tipo de material.

Seja você também um amigo da natureza, se informe e procure descartar o seu lixo eletrônico no lugar certo, assim, o meio ambiente agradece e a humanidade também!!

https://www.facebook.com/pages/Projeto-Eletrolixo/235922573225413?fref=ts


Por: Cátia Rodrigues / Tecnóloga Ambiental

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Bom dia, caros leitores!!!

Aqui estou eu novamente, demoro, mas sempre acabo voltando com as minhas postagens.

E desta vez, as postagens terão sem dúvida , gostinho de quero mais, já que ao longo do tempo que estive ausente, vivenciei momentos e situações voltados para a questão ambiental que merecem sim, ser compartilhados com vocês!!

E além de tudo, volto com mais uma participação no TOP BLOG 2013, e mais uma vez, peço a colaboração de todos os meus leitores e amigos, ao votarem no meu blog, afinal, ano passado ficamos entre os TOP 100 mais votados, e por que não já sonhar em ousar um pouco mais e tentar este ano sermos o TOP 1?!!

Sonho de consumo e acredito que podemos sim, chegar lá um dia...

Então pessoal, por enquanto eh só, em breve volto contando as novidades de um novo projeto ambiental que iniciei o mês passado com os meus alunos de uma das turmas para as quais leciono, em cursos técnicos e acredito que nossa ideia vai longe!!!

Volto em breve, o quanto antes,rsrs...

Abraços e tenham todos uma ótima tarde!



Por: Cátia Rodrigues
        Tecnóloga Ambiental
        CRA/MG 06-001317/D

domingo, 16 de junho de 2013

CADASTRO DE USO INSIGNIFICANTE:

Boa noite, amigos leitores.

Conforme combinado na última postagem, aqui estou eu, para postar sobre o Cadastro de Uso Insignificante.

De acordo com a última postagem, a OUTORGA "é um instrumento que assegura ao usuário o direito de uso dos recursos hídricos." E por ser a água um bem de uso comum, a Constituição Federal de 1988  nos deixa claro que:

Artº 225 - "Todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo para as presentes e futuras gerações."

Diante desta afirmativa, fica claro que, a água apesar de ser um recurso natural bem de uso comum, o seu uso é limitado e deve ser realizado com responsabilidade, de forma a prevenção de sua escassez, já que está mais do que comprovado que a água é um recurso natural finito.

E é através de mecanismos utilizados pelas leis ambientais, assim como a Outorga que coibi-se o desperdício deste recurso indispensável para a sobrevivência humana.


O Cadastro de Uso Insignificante abrange os lançamentos de água que não estão sujeitos à Outorga, como por exemplo algumas captações de águas superficiais e/ou subterrâneas, bem como acumulações (barragens e açudes) e derivações (regos de água), todos estes exemplos são considerados insignificantes.


O procedimento inicial para este cadastro é o mesmo utilizado para a solicitação de outorga.


Este procedimento deve ser iniciado com o preenchimento do formulário e do requerimento no site do IGAM.


É importante lembrar, que o grande uso de água é autorizado pela outorga e o pequeno uso de água é considerado uso insignificante.


De acordo com o Artº 6 da Resolução 707/2004, não são objeto de outorga de direito de uso de recursos hídricos, mas obrigatoriamente de cadastro no CNARH:

I - serviços de limpeza e conservação de margens, incluindo dragagem, desde que não alterem o regime, a quantidade ou qualidade da água existente no corpo de água;

II - obras de travessia de corpos de água que não interferem na quantidade, qualidade ou regime das águas, cujo cadastramento deve ser acompanhado de atestado da Capitania dos Portos quanto aos aspectos de compatibilidade com a navegação; e

III- usos com vazões de captação máxima instantâneas inferiores a 1,0 L/s, quando não houver deliberação diferente do CNARH.

Fonte de pesquisa: site do IGAM, ANA, SEMAD.

Então pessoal, resumidamente é isso, se quiserem maiores informações acessem o site do IGAM ou podem me enviar um email, que responderei na medida do possível.



Boa noite a todos e ótimo início de semana!


Cátia Rodrigues

Tecnóloga Ambiental
CRA-MG 06-001317/D











sexta-feira, 31 de maio de 2013

Complexo Minerário – Vale recebe outorgas de lavras em Mariana / E você, sabe o que é Outorga?



A Vale S/A recebeu nesta semana três outorgas de lavra em Mariana, a cerca de 135km de Itabira, na região Central do Estado, por parte do Ministério de Minas e Energia (MME). As autorizações deverão viabilizar a retomada do ritmo de produção do complexo minerário, que apresentou queda no primeiro trimestre por conta da paralisação do processo de licenciamento.


Conforme relatório da Vale, entre janeiro e março a produção de minério de ferro em Mariana alcançou 8,856 milhões de toneladas. O volume foi 5,2% inferior ao verificado no mesmo intervalo de 2012, quando atingiu 9,340 milhões de toneladas.


No balanço, a companhia afirma que a produção em Mariana foi impactada por questões relacionadas às licenças para lavra de novas seções da mina, o que levou à baixa produtividade e à queda no teor de ferro, bem como custos mais elevados. “Esperamos resolver essa questão no curto prazo”, informa a empresa.


A mineradora explica que as licenças servem para manter as operações no complexo da região Central de Minas Gerais. As outorgas foram publicadas no último dia 27 no Diário Oficial da União (DOU).


Com a autorização para abrir novas frentes de lavra no complexo minerário, o ritmo de produção deve ser retomado. A companhia não informou qual a capacidade produtiva, mas somente no ano passado, as jazidas em Mariana produziram 37,224 milhões de toneladas de minério.


Apesar de estar autorizada a operar, a Vale, a exemplo das demais mineradoras que receberam as outorgas, assinou um termo de compromisso com o governo federal, aceitando as mudanças que ainda serão implementadas na legislação.


Paralisação – As concessões de licenças para as lavras de minerais metálicos no país foram retomadas neste mês, após mais de um ano de paralisação. Em meio à discussão em torno do novo marco regulatório da mineração o ministério e Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) paralisou a concessão de outorgas para o setor.


Além da Vale, outras mineradoras no Estado foram prejudicadas pela paralisação dos processos de licenciamento. Entre elas está a ArcelorMittal Mineração, que mantém um projeto de investimentos orçado em 80 milhões na mina de Serra Azul, no Quadrilátero Ferrífero.


Estima-se que cerca de R$ 20 bilhões em investimentos foram afetados no país por conta da medida do governo federal. Ficaram parados no ministério mais de uma centena de requerimentos, conforme informações de mercado.


Até o momento o MME publicou 13 portarias de lavra. As primeiras outorgas foram publicadas no último dia 16. Entre as empresas que conseguiram a autorização está a Companhia Geral de Minas, em Poços de Caldas (Sul de Minas). A empresa atua na extração de bauxita.


Apesar de retomar as portarias de lavra, as autorizações para pesquisa minerárias ainda não foram retomadas, conforme informações da Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa Mineral (ABPM). (Por Rafael Tomaz/Diário do Comércio)


FONTE DE PESQUISA: http://www.viacomercial.com.br/]


APROVEITANDO A CARONA NA REPORTAGEM ACIMA, VAMOS FALAR DE OUTORGA?


"OUTORGA , nada mais é que, o instrumento que assegura ao usuário, o direito de utilizar os recursos hídricos.


Através da outorga , o IGAM (Instituto Mineiro de Gestão das Águas), executa a gestão quantitativa e qualitativa do uso da água, emitindo autorização ou concessão para quaisquer intervenções que alterem a qualidade, a quantidade ou o regime de um corpo d'água.


A outorga, pode ser suspensa, parcial ou totalmente, em casos extremos de escassez, de não cumprimento pelo outorgado dos termos de outorga, por necessidade de se atenderem os usos prioritários e de interesse coletivo, dentre outras hipóteses previstas na lei vigente.


Em Minas Gerais, os usuários de recursos hídricos de qualquer setor, devem solicitar ao IGAM a outorga de direito de uso das águas de domínio do estado.


Para a utilização de águas de domínio da União, a outorga deve ser solicitada à ANA (Agência Nacional das Águas)."


Se você tem dúvidas sobre o pedido e concessão de outorga, acesse o site http://www2.ana.gov.br/Paginas/default.aspx e saiba mais!




Foto: Google

P.S: No próximo post, falaremos do Uso Insignificante das Águas. Você já ouviu falar?
Abraços, e ótima sexta-feira para todos!

Cátia Rodrigues
Tecnóloga Ambiental
CRA/ MG 06-001317/D

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Retornando...

Bom diaaaaaaaa, amigos leitores!!! Quanto tempo, hein!? rsrs

Pois então, depois de tanto tempo,minha última postagem foi em janeiro deste ano,aqui estou eu, novamente, de volta ao mundo das blogagens!!!

Tá complicado, encontrar tempo para blogar, mesmo porque acredito que tempo quem faz é a gente,mas sinceramente, tá mesmo difícil, antes tinha tempo e não tinha dinheiro, hoje eu tenho "dinheiro" e não tenho tempo!

Não que eu esteja reclamando, pelo contrário, afinal, agradeço muito a DEUS, por depois de anos de busca e persistência, estar tendo a oportunidade de atuar numa área que eu amo muito, que é a área ambiental.

Hoje, por incrível que pareça, eu que relutei tanto para não ser, me tornei professora e atuo como técnica ambiental na minha cidade!Na realidade, os obstáculos são muitos, mas não desisto, me sinto orgulhosa, pela minha trajetória e por estar onde estou, posso mais, muito mais, sei que posso e quero,mas estou subindo e apreciando cada degrau desta longa escada e sei que muita coisa boa ainda estar por vir, eu sinto!!!

E por falar em coisa boa, hoje é feriado, dia de descanso, apesar de ter esperado tanto pelo feriado pra dar uma faxina na casa, aqui estou eu, resfriada e vendo TV, assistindo ao filme CORAGEM PARA VIVER, simplesmente lindo, fala da superação de uma jovem surfista que perde um dos braços e tenta recomeçar a vida, sem se deixar levar pelo desespero de ser considerada uma deficiente física...recomendo este filme gente, é maravilhoso!!!

Aproveitando a inspiração vinda deste lindo filme, aqui estou eu, novamente,  na insistência de bloggar sobre o mundo ambiental, e sonhando com o dia que encontrarei alguém que acredite no meu sonho e esteja disposto a patrocinar o meu blog, pois, mais do que ganhar dinheiro bloggando, eu quero muito poder ter a certeza de que um dia, em algum lugar, eu consegui levar a minha mensagem, a minha insistência às pessoas, de que vale a pena investir na conservação ambiental, já que preservar o meio ambiente, nós não conseguimos...

Tem uma frase que eu ouvi um dia, quando adolescente, que nunca mais esqueci: "há males que vem para o bem" , e isto é fato, afinal, se não fosse pelo meu resfriado, eu não estaria aqui, neste momento, fazendo algo que eu amoooo e que não faço há meses, postar no meu Blog!

E falando em Blog, vamos falar de Meio Ambiente? rsrsrsr

Daqui há cinco dias, comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente! E mais uma vez, eu pergunto, temos o que comemorar?

Algum tempo atrás, minha resposta seria negativa, porém, depois de alguns meses de amadurecimento, minha resposta é sim, temos o que comemorar com certeza!!!

É pouco o que temos a comemorar, afinal, a busca pela coleta seletiva efetiva, ainda esta engatinhando na maioria dos municípios brasileiros, porém, muitos já estão na metade do caminho para alcançar este objetivo.

Temos muitas pessoas, que assim como eu, acreditam que o "Pensar globalmente e agir localmente" é que faz a diferença na busca pelo equilíbrio ambiental no planeta!!

Idéias não faltam, projetos são milhares, o que tá faltando mesmo, é  vontade política e pessoas realmente engajadas no intuito de investirem nesta busca constante!

Aposto que poucos sabem que: O Dia Mundial do Meio Ambiente , foi estabelecido pelas Nações Unidas, na Conferência de Estocolmo em 1972, e que desde então, o MEIO AMBIENTE deixou de ser apenas rios, lagos, fauna e flora , e passou a ser o MEIO em que estamos inseridos!!!

E porque não agarrar esta ideia? Precisamos de mais pessoas, dispostas a:


  • Mostrar o lado humano das questões ambientais e fazer com que as pessoas entendam que nós é que estamos inseridos no meio ambiente e que sem ele, nós não existiremos;
  • Capacitar pessoas a se tornarem agentes ativos do desenvolvimento  econômico sustentável;
  • Promover a compreensão holística e sistêmica do quanto é fundamental  o uso ecologicamente correto dos nossos recursos naturais;
  • Instruir as pessoas a fazerem o uso atual dos nossos recursos naturais, de maneira consciente, sem comprometer as necessidades das gerações futuras.
  • Advogar parcerias, projetos, capacitação, patrocinadores, pessoas dispostas a incentivar a vida ecologicamente correta, para que tenhamos um futuro realmente sustentável.



   Foto: Google


Então pessoal, por hoje é só!

Vou ali tomar um analgésico, e ver se consigo vencer este resfriado...

Volto em breve!

Bom feriado para todos nós! :)

Cátia Rodrigues
Tecnóloga Ambiental
CRA- MG 06-001317/D









sábado, 12 de janeiro de 2013

EDUCAÇÃO AMBIENTAL:

"Entende-se por EDUCAÇÃO AMBIENTAL, os processos por meio dos quais os indivíduos e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, "bem de uso comum do povo, essencial a sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade".

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL é um componente indispensável e permanente da EDUCAÇÃO NACIONAL, devendo estar presente de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e informal."

Devido a constante necessidade humana da utilização dos recursos naturais existentes em nosso planeta, temos causado um grande desequilíbrio ecológico e consequentemente o aumento de desastres naturais tem sido cada vez mais constantes e intensos!

Este desequilíbrio nos força a repensar nossas atitudes como cidadãos e principalmente como seres dependentes do meio ambiente!

EDUCAÇÃO AMBIENTAL se tornou uma necessidade, uma inclusão imprescindível no nosso dia a dia, seja de maneira formal (através de estudos, pesquisas, projetos e outros realizados em escolas,empresas,Ongs,etc)  ou seja de maneira informal (no convívio familiar, social, etc).

Apesar da diferença entre a educação ambiental formal e informal existir no âmbito de seu surgimento e compartilhamento, a intenção é uma só : A CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL COLETIVA!

Um exemplo:

Ao implantar a coleta seletiva em uma empresa, é necessário um processo de educação ambiental antes,durante e depois, haja vista que se a empresa implantar a coleta seletiva e não repassar as orientações necessárias (separação correta dos resíduos, redução de uso de papel,copo plástico,etc) a todos os funcionários diretos e indiretos, desde a chefia até o nível operacional, a implantação da coleta seletiva na empresa, será sem dúvida um fracasso!

Várias perguntas precisam ser feitas durante a implantação de qualquer projeto, e na implantação da coleta seletiva por exemplo,não é diferente:
- Porque devemos implantar a coleta seletiva em nossa empresa?
- Quais as vantagens desta implantação?
- Como posso contribuir para o sucesso da implantação deste projeto?
- Quais os erros devem ser evitados?
- Qual será o período de implantação,provisório,permanente?
....e por aí, sucessivamente, na realidade, através de uma pergunta surgirão outras perguntas e com isso as respostas virão e o aperfeiçoamento desta implantação será inevitável!

O exemplo acima é definido como EDUCAÇÃO AMBIENTAL FORMAL!

Ao ver o noticiário esclarecer que, uma enchente que causou grande destruição em uma cidade qualquer, devido ao fato dos bueiros do local não terem comportado o volume de água decorrente das chuvas, por estarem entupidos de lixo, e ao comentar com amigos, colegas e familiares sobre este noticiário e passar adiante a importância de não se jogar lixo nas ruas para evitar que os bueiros sejam entupidos e provoquem novas enchentes, eu automaticamente estou realizando de maneira INFORMAL a EDUCAÇÃO AMBIENTAL!

São atitudes simples, a descentralização de informações, a busca pelo conhecimento e principalmente o interesse em fazer a nossa parte é que faz com que algo que parece tão complexo, se torne um hábito, um círculo vicioso coletivo!


Foto: Google


Por: Cátia Rodrigues
Tecnóloga Ambiental
CRA/MG 06-001317




terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Gestão Ambiental X Sistema de Gestão Ambiental

Bom dia, amigos leitores!

Uma pergunta que sempre ouço dos meus alunos: Gestão Ambiental e Sistema de Gestão Ambiental é tudo a mesma coisa?

Não, não são a mesma coisa, o que elas tem em comum é que o Sistema de Gestão Ambiental (SGA) está inserido na Gestão Ambiental (GA).

Gestão Ambiental é o ato administrativo do uso dos recursos naturais de maneira ecologicamente correta, sem reduzir a produtividade e a qualidade ambiental.Tendo como objetivo maior, a busca permanente da melhoria contínua em se tratando de questão ambiental.
Em uma forma mais resumida, a Gestão Ambiental orienta  na criação de uma política ambiental.

Já o Sistema de Gestão Ambiental é a parte da Gestão Ambiental que inclui a estrutura organizacional de determinada organização, através de procedimentos, atividades e recursos para desenvolver, implementar e manter a política ambiental.

Foto: Google


Por:  Cátia Rodrigues
         Tecnóloga Ambiental
         CRA/MG 06-001317/D

domingo, 2 de dezembro de 2012

VÍDEO MOTIVACIONAL - EMOCIONANTE!!!

Boa tarde, amigos leitores!!!

Eu hoje queria postar um pouco sobre Gestão Ambiental, mas encontrei um vídeo muito interessante e achei melhor apenas dividi-lo aqui com vocês!!!

Meus últimos dias não tem sido fáceis e ao encontrar este vídeo, andei analisando e resolvi colocar na balança o que vem acontecendo ultimamente, assim, tenho certeza que encontrarei ânimo e motivação para voltar amanhã e postar algo novo!

Um forte abraço e tenha todos um ótimo domingo!!!


Fonte: www.youtube.com.br


Cátia Rodrigues 
Tecnóloga Ambiental
CRA/MG 06-001317/D


domingo, 25 de novembro de 2012

AQUECIMENTO GLOBAL: FALTA DE INTERESSE OU DESCRENÇA?

Muito se tem ouvido falar em aquecimento global nas últimas décadas, e de lá pra cá quase nada mudou, apenas os problemas que elevam a temperatura no planeta tem aumentado.

Muitas são as conferências, os protocolos, as leis impostas e nada muda...absolutamente nada, a não ser a nossa maneira de enxergar a  atual realidade ambiental!

Em visitas a sites em busca de informações ambientais, me deparei com a reportagem da Revista VEJA e fiquei pensando como nossa humanidade é tão falha em se tratando de meio ambiente. Teoricamente é tudo muito bonito, muito animador, mas ao nos deparar com a prática , acabamos nos tornando um tanto quanto contraditórios.

O governo impôs aos municípios brasileiros a obrigação de extinguirem os lixões do país, tornando um tanto quanto rígida a Lei 12.305 de 2010 (gestão de resíduos),  pois então, mas não vejo fiscalização efetiva, não vejo na  prática esta imposição sendo cobrada e autuando aqueles que não cumprem com tal obrigação.
Infelizmente é sempre assim, se criam leis, se impõem obrigações teoricamente, mas estamos tão preocupados com a Copa do mundo, com o caso da Eliza Samúdio, com os desvios de verbas em todo o país, e pronto, na prática o meio ambiente fica novamente pra depois, para último plano  e com isso o tempo tá passando e os problemas com os desastres naturais só aumentando e se aproximando cada vez mais.

O período de chuva se aproximou  e quase nada foi feito para amenizar os estragos que todo ano sabemos que virão, a mesma história de sempre, deslizamentos, chuvas intensas, desabrigados, mortos e feridos, enchentes e tantas outras complicações para a população.

Foi assim sempre e infelizmente já estou quase me convencendo que sempre será assim!!!

Vejo sim, iniciativas isoladas de Ong's , algumas empresas comprometidas em fazer sua parte para colaborar com o meio ambiente, alguns cidadãos que se empenham em fazer a sua parte independente de  serem apenas uma gotinha neste oceano que é o nosso planeta, mas quem pode realmente fazer alguma coisa, quem tem o poder supremo de mudar nossa realidade, puxa vida, não está nem aí!!

Eu até mudei um pouco a direção do meu Blog, sabe, cansei de ficar falando das coisas erradas que vem acontecendo , isto não vai fazer diferença mesmo, aprendi que vale mais a pena  eu fazer a minha parte como cidadã, do que ficar reclamando daqueles que não fazem nada e não estão nem aí com o povão,  porque somos nós sim, o povão, que somos os mais afetados com todo este estrago ambiental e governamental em nosso país.

É preciso colocar na cabeça de uma vez por todas, que inúmeros são os problemas acarretados pelo aquecimento global, pois através das tempestades mais frequentes e intensas, da seca absurdamente castigante, vem todo um pacote, um kit completo de complicações, trazendo consigo o aumento no preço dos alimentos, a transmissão de doenças à toda população , problemas no abastecimento de água, mortandade de animais, hospitais lotados, desemprego, queimadas, problemas econômicos e tantos outros....

...enquanto não colocarmos em nossa cabeça que o problema do meio ambiente é sem dúvida um grande contribuidor para problemas na saúde, na educação, na segurança pública, viveremos acomodados com esta triste realidade.

É como eu digo para os meus alunos, no Sistema de Gestão Integrada temos como o pilar, como a base de uma boa administração empresarial temos a junção das três gestões: Gestão da Qualidade, Gestão Ambiental e Gestão de Segurança do Trabalho. Isso, sem desmerecer as tantas outras gestões existentes por aí, mas é que estas três são a base, sem estas três gestões, todas as outras se tornam inúteis, não funcionam corretamente.

E isto acontece com o meio ambiente, os outros fatores como educação, saúde, segurança pública jamais funcionarão corretamente se não levarmos o meio ambiente a sério, é um ciclo de melhoria contínua e se esquecermos uma das fases da melhoria contínua, vai tudo por água abaixo!!!

Por isso, deixo aqui o link com a reportagem sobre a elevação da temperatura no nosso planeta e deixo para cada um tirar sua própria conclusão...


http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/meta-de-reducao-de-emissoes-para-2020-esta-mais-dificil-de-ser-alcancada-diz-onu

...e enquanto isso, volto em breve, falando um pouco sobre a diferença de  Gestão Ambiental e Sistema de Gestão Ambiental....



Acredito que serei mais útil passando para as pessoas um pouco do conhecimento adquirido nos últimos anos em se tratando de meio ambiente, do que perder meu tempo com coisas que estão longe do nosso alcance!!!

Abraços,

Cátia Rodrigues / Fiscal Ambiental
Tecnóloga em Gestão Ambiental
CRA/MG 06-001317/D